Renda Extra

7 dicas incríveis para organizar estoque na sua empresa

166views

Organizar estoque, ao contrário do que pensam muitos empresários, é uma atitude que vai te poupar muitos erros que podem ser cometidos no processo de venda.

Infelizmente, nem todas as empresas dão a devida atenção para organizar estoque. E acabam pagando um preço alto por isso. Afinal, o estoque de uma empresa é o que ela oferece para os seus clientes. Portanto, se o estoque não está organizado, muitas coisas no negócio podem dar errado.

Não subestime o poder e os benefícios de ter um estoque bem organizado. Qualquer falha no processo de armazenagem de produtos pode custar caro para a sua empresa, pois você pode inclusive perder o seu estoque porque não dedicou atenção suficiente para organizá-lo da forma como deveria.

Logo, organizar o estoque é garantir que as suas vendas poderão acontecer sem desvios. Trata-se do trabalho de permitir que o seu produto chegue ao cliente do jeito que deveria.

Mais do que isso, organizar estoque é evitar que a sua empresa tenha gastos desnecessários porque não cuidou bem dos produtos que estão sendo vendidos.

Portanto, conheça logo em seguida, 7 dicas que vão te ajudar a organizar estoque de uma forma mais fácil do que você imagina.

Organizar Estoque – 7 dicas para aplicar na sua empresa

 

Manter a organização visual do estoque

 

Em muitos casos, os funcionários do departamento de estoque defendem que o setor está organizado baseado no fato de que eles conseguem trabalhar tranquilamente naquele ambiente.

Porém, o estoque deve estar organizado não apenas para quem trabalha diretamente no departamento, mas também para quem o acessa eventualmente.

Manter o estoque visualmente organizado facilita muitas coisas dentro da sua empresa. Afinal, nunca se sabe quando uma mudança pode acontecer dentro do negócio.

Por isso, não basta que o departamento de estoque seja funcional para quem ali trabalha. É preciso também que o estoque esteja organizado para quem vai acessá-lo em pontuais oportunidades.

Sem essa organização, as informações ficam mais difíceis de serem acessadas. E, com isso, o controle de estoque será mais difícil de ser administrado. Não deixe que isso aconteça na sua empresa.

 

Organizar estoque por etapas

 

Se o estoque da sua empresa está enfrentando problemas de desorganização, um bom caminho é começar a reestruturar por etapas.

De nada adianta exigir uma organização que não existe atualmente de uma hora para outra.

É preciso ter consciência de que criar processos mais organizados depende de um esforço que deve ser contínuo, e que não vai ser implantado repentinamente.

Portanto, comece a organizar por etapas, entendendo cada um dos processos que devem ser organizados:

  • Compra de produtos;
  • Recebimento de Mercadorias;
  • Organização do Espaço Físico para receber o estoque;
  • Etapa de Vendas;
  • Controle de Estoque.

Pode ser interessante ler também: Rupturas de estoque: saiba como evitar em sua loja.

 

Estar sempre um passo à frente da demanda

 

Um fator que muito contribui para a desorganização de um estoque é quando a empresa não consegue acompanhar a demanda do mercado. Uma boa opção para não deixar que isso aconteça é fazer previsões de demanda e se organizar para estar em dia com ela.

A demanda é o fator que comanda o giro dos produtos, influenciando fortemente no seu estoque.

Logo, é justamente a variação da demanda que vai exigir que a sua empresa adquira mais ou menos produtos para o seu estoque.

Quando a empresa pratica esse acompanhamento da demanda, ela consegue se antecipar aos momentos em que será exigido mais do seu estoque, permitindo que tudo fique organizado e, principalmente, controlado.

Por isso, sempre identifique qual será a época do ano em que os seus produtos estarão mais procurados. Fazer isso vai te poupar de ser surpreendido com a falta de estoque nos momentos em que você poderia estar vendendo bem mais.

Organizar estoque - Controle de Estoque

 

Adotar um modelo de reposição de produtos

 

A reposição do estoque da sua empresa precisa ter um modelo pré-definido. De fato, isso é importante.

Esse modelo de reposição pode ser contínuo. Nesse modelo, você compra produtos por mais vezes, mas mantendo uma quantidade armazenada menor. Ou seja, você compra em mais oportunidades, mas em quantidades menores. Isso faz com que o seu risco de perder produtos seja menor.

O outro modelo de reposição de produtos é aquele em que a reposição é feita de forma periódica.

Na reposição periódica, você compra produtos em datas bastante específicas. Ou seja, você não faz várias compras. Com isso, o seu poder de negociação para com os seus fornecedores é maior. Porém, na reposição periódica, você corre o risco de ficar com o estoque parado por muito tempo, já que fatores externos podem influenciar a sua demanda de forma inesperada.

Da mesma forma, os seus produtos também podem acabar se a demanda ficar muito elevada. E quando isso acontece, você pode sofrer com a falta de estoque até que a próxima reposição chegue.

Veja também: Gerenciador de Tarefas – O que é e para que serve

 

Ser parceiro dos seus fornecedores

 

A relação da sua empresa com os seus fornecedores é mais importante do que se imagina. Infelizmente, muitos empresários tratam essa relação com os fornecedores de forma muito burocrática.

Lembre-se de que nem sempre a burocracia está relacionada ao profissionalismo.

Você tem muito a ganhar quando estabelece uma relação de parceria e confiança com os seus fornecedores. Afinal, problemas de estoque podem acontecer em qualquer empresa. Até mesmo em negócios que mantém o estoque organizado.

Quando você se esforça para ser parceiro dos seus fornecedores, as negociações tendem a acontecer de forma mais natural, sem pressão para ambos os lados. É como um apoio mútuo. O seu fornecedor precisa da sua compra, e você precisa do seu fornecedor, especialmente caso algo saia do planejado dentro do estoque.

 

Não ter apego irracional aos produtos

 

É claro que todo empresário deve ter apreço pelo produto que vende. Afinal, ninguém deveria vender aquilo que não compra.

Porém, esse apreço não deve ser confundido com apego, pois produto adquirido é produto que deve ser vendido.

Portanto, nada de “criar apego” com o seu estoque. Se ele existe, é porque deve ser vendido. E quanto antes isso acontecer, melhor será para o seu negócio.

Ficar com estoque parado é o equivalente a perder dinheiro. E não é isso o que você quer para a sua empresa, não é empresa?

Estoque que não circula é representação de que a sua empresa está perdendo oportunidades no mercado. Por isso, não cometa esse erro de acreditar que o estoque acumulado é um bom sinal. Porque, definitivamente, não é.

Controlar e Organizar Estoque

 

Apostar na Diversidade de Produtos

 

A última dica da nossa lista é bastante válida para empresas que se acostumaram a vender somente um tipo de produto.

É claro que ter um negócio que se tornou especializado em vender um tipo específico de produto é muito bom para permanecer no mercado a longo prazo.

Porém, a demanda de um produto pode diminuir por fatores mercadológicos e, caso isso aconteça, saber vender outro tipo de produto vai ajudar sua empresa e não sofrer tanto as consequências da diminuição de uma procura.

Com isso, você poderá vender mais, pois estará atendendo não somente a uma demanda, mas a várias. Não tenha medo de apostar em novos produtos. As oportunidades existem. Você só precisa aproveitar.

 

Essas foram as nossas 7 dicas incríveis para que você consiga organizar estoque na sua empresa. Comece pelo simples e vá aperfeiçoando o seu estoque. Você vai se surpreender com as grandes mudanças que tais atitudes vão promover no seu negócio.

 

2 Comments

Leave a Response